E agora eu inventei um intercâmbio

Eu sou uma pessoa que pensa muito e, às vezes, isso me leva a um dilema sobre minhas escolhas. E eu precisava dar um jeito de seguir adiante sem pensar em voltar atrás com a minha palavra. Se eu parasse para pensar, a probabilidade de querer desistir era alta e, de verdade, eu não estava nem um pouco afim de deixar isso acontecer.

Voltei pro Brasil e passei dias martelando, pensando “e agora?” até que, eu resgatei meu sonho de adolescência e, pensei: “-É isso! Vou fazer um intercâmbio. Essa é a hora”. Comecei a falar isso aos quatro ventos, passava todos meus minutos disponíveis sonhando e pesquisando. Eu não tinha ideia de como ia acontecer, eu só sabia que eu ia fazer acontecer. E a partir daí minha vida começou a girar em torno disso. Escolhi o local, a data, devolvi meu apartamento, pedi abrigo pra minha madrinha, embalei todas as minhas coisas, guardei na casa da minha mãe. Passei a economizar ao máximo.

Porém, o intercâmbio só passou a ser realidade no dia em que, meu então chefe, me ligou e plantou a possibilidade de fotografar um casamento na Grécia sob a condição de eu dar certeza que estaria na Europa na mesma data. Com ele ainda no telefone eu, entrei na internet e, encontrei uma passagem por um valor mais atraente do que eu estava pesquisando (na verdade nem tão atraente assim, mas a minha mente me fez acreditar que era) e, na mesma hora comprei. Pronto! Agora o intercâmbio passou a ser uma realidade.

Dentre diversos opções e ocasiões da vida, eu cai na Irlanda. O que era pra ser um ano se transformou em três meses. O que era pra ser uma fuga se transformou num reencontro comigo mesma. Foi uma ciclo MARAVILHOSO na minha vida. Confesso que passei esse período num clima de adolescente no ensino médio (casa-escola-casa-balada). Nessa época eu estava workholic e, viver nesse clima me fez redescobri o prazer de viver, perceber que a vida é muito mais do que trabalho. E é incrível como a vida tem seu jeitinho de nos mostrar nosso verdadeiro caminho, só precisamos nos permitir.

Intercâmbio na Irlanda

A minha mensagem para você hoje é: SE PERMITA! Se permita viver, se permita fazer algo diferente, se permita errar, se permite realizar seus sonhos, ir atrás das coisas que fazem sentido para você. Porque no final tudo se transforma em experiência, aprendizado. Se pergunte agora: o que que você tem a perder? Se isso não afeta negativamente ninguém, SE JOGA!

Gratidão! Com amor,

Ana Tereza Borges